A fé e a imaginação

Na vida, tudo é criado duas vezes. Tudo o que existe, primeiro foi criado na imaginação e depois se manifestou no mundo real.

No campo da química, por exemplo, é possível combinar duas substancias em que o simples fato de mistura-las, cria uma energia que sozinhas ela não possui, é quando o todo se torna maior do que as soma das partes.  

O campo da química não é o único onde isto acontece, imagine uma pilha enorme de tijolos, cimento, areia, pedras, madeiras e pregos, tudo isto, não passa de entulhos, então combine tudo isto a imaginação de um arquiteto e o trabalho de operários hábeis, então você vai ter uma construção magnifica.  

Perceba que a espinha dorsal de toda realização é a imaginação. A fé, sem a imaginação, pode fazer você se sentir forte e ao mesmo tempo confortável com a miséria e outros problemas mais. Ao invés da fé vencer a miséria, ela te da coragem para enfrenta-la. Tem muita gente que enfrenta a miséria com coragem, mas “enfrentar”, não significa propriamente, “vencer”. Porque, para vencer a miséria, é preciso “imaginação”. Mas só a imaginação em si, não vai levar nada a efeito, ela precisa mesmo estar combinada com a fé, então, assim como na química, esta combinação chega a um resultado onde “o todo se torna maior do que a soma das partes”. É como na química onde a combinação de 2 partes de hidrogênio e 1 de oxigênio, então nós temos a água. Assim, a fé e a imaginação, cria realidade.

A fé, funciona estritamente ligada a imaginação. A fé me diz que tudo o que eu sou capaz de imaginar ou visualizar eu sou capaz de realizar. Só que esta fé, só funciona quando gera ação, pois a atitude é a ponte que liga os dois mundos, o da imaginação e o da realidade. Nem tudo o que é criado na mente, se tornará realidade, mas tudo o que se tornou realidade, primeiro foi criado na mente.

Lembre-se: A fé demanda ação.

Pela fé entendemos que o universo foi formado pela palavra de Deus, de modo que o que se vê não foi feito do que é visível. (Hebreus 11:3)

Na fé, Bispo Dario Garcia